ANTONIO COVARSÍ

GRANDES CACERÍAS ESPAÑOLAS

VOLUME I

 
 

Em 1911, após publicar Covarsí o segundo livro, Javier Arbizu escreve em “Gran Vida”, revista ilustrada de sports: Quando se publica uma obra nova “de re venatoria” e se adianta a leitura sem sentir vontade de soltar o livro, e à medida que se avança cresce o interesse e nasce o gozo puro que engendra, que aviva recordações, que reproduz o natural, que se domina e apodera do leitor, há que juntar as mãos num aplauso e ficar alegre por terem gemido as imprensas para dizer algo que não seja uma descorada série de imbecis vulgaridades.


Diz também Arbizu:Eu não sei se o efeito que produzem em mim os livros de Covarsí será puramente pessoal, meu; mas acredito piamente que todos os caçadores que lerem o que escreveu o grande monteiro de Badajoz, têm que encontrar nos seus livros motivo de profundo gozo e saudável espairecimento.


Precisamente passaram cem anos desde então, e com as novas técnicas de impressão já “não gemem as impressas”, mas esta poderia ser perfeitamente uma crítica atual às obras “de re venatoria” em geral e à de Covarsí em particular. Este primeiro volume de “Grandes Cacerías Españolas”, com certeza vai provocar no leitor– como então– o ardente desejo e impaciência pelo próximo aparecimento da segunda parte.

 

Língua:

ESPANHOL

Encadernação:

Rústica

Laminado brilho

Páginas:

380

Impressão:

Color y B/N

Conteúdo:

Textos, fotografías

e ilustraciones

Medidas:

170x240 mm.